Follow by Email

domingo, 15 de junho de 2014

DESEMPREGO: COMO AGIR NESTE MOMENTO...

A falta do emprego pode representar inúmeras perdas e rupturas, envolvendo até mesmo as estruturas familiares e sociais. Sentimentos como medo, culpa e angústia se misturam no dia-a-dia da pessoa desempregada e a incógnita de que não existe uma data de término de tal situação somente a fragiliza. Vou "arriscar" dar algumas dicas para amenizar esta fase que classifico em dois momentos SENTIMENTOS (vários sentimentos se misturam quando estamos sem trabalho) Uma vez li que a palavra "desempregado" é muito negativa, e nós, Profissionais de RH, adoramos usar o termo PHD (Por Hora Disponível), pois dá mais força, credibilidade e até mesmo positivismo. Se você é um PHD, mantenha a calma, respire profundamente quantas vezes ao dia sentir necessidade, pois o ar carrega energia para a mente e nos faz refletir sobre a situação com mais razão. O convívio social/familiar é um grande aliado na busca de seu emprego. Procure não se isolar do mundo e de todos. Para se preparar bem à procura de uma nova oportunidade de trabalho, a aparência emocional e física conta bastante. Não desanime e cuide-se. Reflexão - hora de parar e pensar se está na carreira correta ou se está na hora de mudar. Dependendo da situação, e para quem pode, talvez seja exatamente o momento de radicalizar e tentar um novo desafio e até mesmo o empreendedorismo. Se tiver experiência, trabalhos como freelancer lhe ajudarão a manter-se no mercado. Não deixe o desespero atingir sua auto-estima. Valorize suas preferências e não aceite qualquer oferta achando que isto lhe trará alegrias, pois é exatamente o contrário, a infelicidade aparecerá primeiro. O cansaço às vezes bate à porta. De novo, não desanime. Exercícios físicos ou meditação trazem retornos de ânimo e adrenalina ao corpo. Não sinta pena de si, isso só lhe trará um retardo. Enquanto você está de pijama o dia todo, assistindo televisão e com aquela sensação de "coitadinho", as oportunidades estão sendo agarradas por outros. Controle emocional é fundamental neste momento. Procure não demonstrar desespero e acredite sempre em si. Não se deixe desiludir com algumas situações que aparentemente não deram certo. Cada tentativa deve ser encarada como um aprendizado para melhorar cada vez mais. Mantenha sempre o bom humor. Baixo astral e negativismo não trazem bons resultados. Procure não usar palavras negativas, pois as mesmas são magnetizadoras. Por exemplo, ao invés de dizer "azar", diga "falta de sorte". A palavra "sorte", apesar da palavra "falta" antes da mesma, é mais motivadora do que a palavra "azar". MÃOS À OBRA (quem fica parado é poste – mexa-se!) Se acha que o emprego cairá do céu, tire seu cavalinho da chuva. Agora, mais do que nunca, só dependerá de você a procura por uma nova oportunidade. Dedique pelo menos 6 horas por dia para a procura, seja ela com candidaturas nas ofertas de emprego ou na sua rede de contatos. Não se acomode. Procure opções baratas para reciclar-se (palestras, networking, leitura, filmes e muita informação/atualização). Importantíssimo fazer um balanço de sua vida financeira e traçar um plano que demonstre quanto tempo será capaz de ficar PHD, mesmo que para isto precise fazer uma lista de "abdicações" e praticá-las. Atualize urgentemente seu Curriculum – Tire a poeira, faça um retrocesso mental e lembre-se de todas as atividades/cursos que realizou recentemente e mencione-as. Aproveite o tempo disponível para fazer cursos de formação, trabalhos voluntários. Não causa boa impressão o fato de ficar muito tempo ociosa. Com as redes sociais em alta, o importante é SER VISTA. Envie mensagens para sua rede de que esta à procura de trabalho e contate todos seus amigos. Cadastre seu CV em consultorias de RH e em empresas-alvo de seu objetivo. Se puder pagar pela ajuda de um profissional, procure uma Orientação de Carreira que lhe ajudará bastante na redação de seu CV, na reflexão de seus objetivos e até mesmo na auto-análise de suas competências e habilidades profissionais. Aprenda com seus erros. Reflita com os resultados obtidos em cada entrevista. Não fique demasiadamente arrogante ou demonstre pouca ambição – isto lhe desvaloriza. Não tenha vergonha em pedir feedbacks e sugestões de melhorias. Seja humilde. Somente se candidate à vaga se o perfil solicitado couber na sua experiência. Mentir pode lhe trazer os piores resultados. Antes de ir para uma entrevista, demonstre seu interesse informando-se sobre a empresa, sobre detalhes da cultura, produtos, serviços e história. Por último, durma bem e alimente-se adequadamente, principalmente nesta fase em que você tem mais tempo, pois isso lhe trará uma melhor disposição física e mental. Texto escrito por Marlene Baldin para o Portal Plena Mulher. "No meio de qualquer dificuldade encontra-se a oportunidade." Albert Einstein